Agenda Pedal Goiano
PRÓXIMO PEDAL AGENDADO:

Não foram marcadas as datas dos próximos pedais.

 
 
Primeiras Pedaladas
Recomendações sobre calibragem para a sua bicicleta
05/09/2016
... continuar lendo
 
5 dicas para quem quer começar a pedala.
26/04/2016
... continuar lendo
 
Veja as regras para pedalar no Autodromo de Goiânia
16/03/2016
... continuar lendo
 
veja todos os artigos
 
instagram.com/pedalgoiano
 
 
 
Vídeos
Pedal Pelos Parques 08.03.2015
09/03/2015
... continuar lendo
 
4 Videos do Pedal das Luzes Solidário (incluindo a matéria da TV ANHANGUERA)
23/12/2014
... continuar lendo
 
Pedal Pelos Parques de 09.11.2014
10/11/2014
... continuar lendo
 
veja todos os vídeos
 
Podcast
Em breve
 
Seja Sócio
Em breve
 
Sobre Nós
 
HISTÓRIA EM PALAVRAS
 
O Pedal Goiano surgiu em junho de 2010, quando o Eduardo da Costa Silva e o Fernando Accioly iniciaram uma mobilização para propagar a bicicleta como meio de transporte, a necessidade de construção de ciclovias e refletir sobre os males causados pelo uso excessivo do carro. Assim nasceu o Pedal Goiano. iniciando a sua primeira conta no Twitter. Aos poucos, o grupo divulgou a ideia da bicicleta como meio de transporte, as vantagens e os benefícios (principalmente para quem não “pedala”). Várias pessoas começaram a seguir o grupo no Twitter. As mensagens foram divulgadas, retuitadas, os goianos passaram a compartilhar as suas experiências e exemplo com o uso da bicicleta
 
Em mobilizações pontuais (como por exemplo #multiraoDaCiclovia #euquerociclovias), as mensagens do grupo atingiram o top dos Trend Goiânia do Twitter, sendo uma das mais compartilhadas na cidade. 
 
Nos últimos meses de 2010, o grupo promoveu abaixo assinado virtual por ciclovias, onde mais de 2.500 goianos assinaram e indicaram algumas ruas que poderiam receber ciclovias. No dia do ciclista (8 de dezembro de 2010), o menconado abaixo assinado foi entregue ao prefeito de Goiânia, diante de toda a imprensa goiana.
 
A partir dai, o grupo passou a acompanhar o caminho do abaixo assinado, buscando junto a AMT (hoje SMT), SEPLAN e demais órgãos da prefeitura, a construção da primeira ciclovia.
 
Pouco tempo depois, a primeira ciclovia foi lançada: ciclovia Guanabara (seria da av. Vera Cruz até a Praça Universitária). Entretanto, este importante projeto não saiu do papel, o que levou o grupo a realizar 2 pedal protestos (no primeiro e segundo aniversário do lançamento da obra). Em seguida, foi lançada e implementada a ciclovia da Av. Universitária.
 
Com o tempo, ao grupo foram incorporadas novas pessoas. O Pedal Goiano abriu contas em Blog, Facebook e Instagram.
 
Além de propagar a bicicleta, o grupo organizou pequenos e grandes passeios ciclisticos, buscando unir “a teoria a pratica”, ou seja, levar as pessoas a experimentar a bicicleta, experimentar as vantagens descritas nos artigos e mensagens do grupo. As pessoas começaram a ver como é possível pedalar na cidade, o quanto as “distâncias eram menores” se não existissem congestionamentos ou tantos carros na ruas,e por fim, o quanto é bom pedalar. Da mesma forma, as pessoas começaram a entender a importância das ciclovias, numa cidade focada nos carros.
 
No final de 2011, a Revista VEJA elegeu 100 razões para amar a cidade, onde foi citada a inciativa do Eduardo e Fernando no Pedal Goiano.
 
"O grupo apresentou diversas sugestões para projetos cicloviários, participou de reuniões e atividades. Entre elas, vale citar que, nas últimas eleições para prefeito (2012), o grupo promoveu uma pesquisa junto aos ciclistas, buscando pontuar as suas prioridades e, em seguida, apresentou o caderno de sugestões a todos os candidatos. Em 2012, o grupo recebeu a Comenda da Ordem do Servico Social e Comunitária, concedido pela Câmara Municipal de Goiânia.O grupo também ajudou na organização do circuito Pedal Cultural (onde se buscou valorizar as características da cidade e a bicicleta), participou dos principais programas de rádio e TV, organizou trilhas, atividades ligadas a mobilidade (entre eles, um desafio de mobilidade entre bicicleta e carro), promoveu 4 "pedal das luzes" no mês de dezembro, participou de 2 lançamentos do Festival Vaca Amarela, mobilizou em estádios, chegando até a curso de primeiros socorros para ciclistas entre outras atividades. Centenas de pessoas começaram a pedalar, após as atividades e mobilizações ocorridas. Participamos atualmente dos principais passeios ciclísticos da cidade, como Quem Manda Bem Vai de Bike, Pedal dos 70 anos da Farmácia UFG, Bora de Bike, entre outros.  Além disso, em alguns domingos, promovemos o pedal pelos parques, visando incentivar os ciclistas iniciantes.
 
Hoje temos algumas ciclofaixas e ciclovias implantadas na cidade, fruto da mobilização e da vontade dos goianos. Há a promessa dos 140 km de rotas ciclaveis.
 
Atualmente, o grupo participa do programa diário na Rádio Bandeirantes 820 AM, onde divulga a bicicleta, a mobilidade e ações sustentáveis. O trabalho diário nas redes sociais continuou, conquistando, a cada dia, a participação goiana.
 
Hoje, o grupo é formado por: Diogo Brandão, Eduardo da Costa, Ademar, Weker Rocha, Sergio Plaza, Ludmila Gomes e Fernanda Ferreira.  Não há qualquer filiação a partido politico. O grupo possui mais de 3.750 seguidores no twitter, mais de 12.000 no Facebook (perfil e fan page) e 5.560 no Instagram."
 
 
HISTÓRIA EM FOTOS
 
 
 Papa Francisco recebendo a camisa do Pedal Goiano na Praça de São Pedro/Vaticano, em junho/2015
 
 
 
HISTÓRIA EM VIDEO
 

Video da história do Pedal Goiano – TEDX Goiânia